segunda-feira, 21 de março de 2011

CARIBE – Sint Maarten (13/mar/2011)

O Sérgio, do veleiro Travessura, resolveu fazer uma feijoada para a comunidade brasileira da Lagoon Marina. Esta comunidade agora cresceu com nossa presença na marina, bem como a do veleiro Travessura e a do Luthier, embora ambos estejam ancorados fora da marina.;
Na tarde de ontem, após irmos para Phillipsburg conhecer a cidade e fazer compras, fomos procurar carne de porco salgada, ingrediente de grande importância para o prato proposto pelo Sérgio.
Phillipsboug é a capital da parte holandesa da ilha. Apesar disso, tem marcante presença francesa, principalmente nos bares e restaurantes. Inclusive, almoçamos um rôti, prato tipicamente francês.

O Coast-U-less é um atacadão, tipo Makro, com tudo o que se possa imaginar e a preços convidativos. Lá, encontramos carne de porco, mas não salgada. Havia joelho de porco defumado, orelhas e pés, mas nada salgado. Mas, mesmo com a precariedade de ingredientes, o Sérgio mandou bem na feijoada. Incluiu até laranja. Minha colaboração restringiu-se a duas panelas de arroz.

O Mário e a Paula, do veleiro Pajé, que estão com um veleiro de 100 pés, aqui pelo Caribe, participaram da feijoada, . Ele é capitão do barco e ela, chefe de cozinha. A Paula fez couve mineira, aquela que acompanha nossas feijoadas no Brasil, mas não com a dita cuja, e sim com uma verdura local, que ficou muito parecida. A textura e o sabor é estavam diferentes, porém o prato ficou delicioso.
Olha aí a turma da feijoada. Todos brasileiros, à exceção de Aurora, uma argentina que vai atravessar o atlântico sozinha. É a segunda da direita.
image

O autor da feijoada é o primeiro da direita.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário